segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Vamos querer gêmeos!




Já perdi a conta de quantos pacientes me perguntaram sobre gestação múltipla; alguns por desejarem a gestação de gêmeos, outros pelo medo de virem a ter três, quatro ou mais bebês de uma só vez. A questão é que a relação reprodução assistida e números de bebês concebidos ainda é pouco clara para muitos.

A cada ciclo natural, a mulher libera um óvulo (raramente dois ou mais). Esse óvulo caminha no interior da trompa para encontrar o espermatozóide. Quando há o encontro e ocorre a fecundação, o óvulo fecundado inicia o processo de divisão celular e vai avançando em direção à cavidade uterina, para implantar-se na camada interna do útero, onde o bebê irá se desenvolver até o momento do parto.

Existem duas maneiras de a gestação gemelar ocorrer. A primeira e mais frequente é quando a mulher libera dois óvulos em um ciclo. Se ambos forem fecundados, cada um originará um embrião. Neste caso, teremos gêmeos dizigóticos, também conhecidos como bivitelinos, ou fraternos. A segunda forma é quando o zigoto, por um processo ainda pouco esclarecido, se divide em duas partes iguais e cada uma origina um bebê. Neste caso, ao contrário dos dizigóticos, os gêmeos serão idênticos e, claro, do mesmo sexo. Num ciclo natural, as chances de acontecer uma gestação trigemelar é bem baixa (um em cada 2.000) e, quadrigemelar, ainda mais raras.

No tratamento de reprodução assistida, para aumentar as chances de gravidez, a mulher recebe medicações que estimulam o ovário. Os óvulos coletados são preparados no laboratório. Cada óvulo recebe um espermatozóide e, no dia seguinte, é verificada a fertilização. Pode acontecer do óvulo, mesmo após injeção do espermatozóide, não ser fertilizado. Neste caso, não haverá zigoto, nem embrião. Isso vai depender de caso, da qualidade dos óvulos e dos espermatozóides. A idade, principalmente na mulher, exerce grande influência, tanto em relação à quantidade como à qualidade dos gametas (óvulos e espermatozóides).

Acredito que agora vocês já estejam entendendo por que é tão difícil saber quantos embriões serão produzidos. Os embriões são selecionados para transferência de dois a cinco dias após a coleta dos óvulos. Ou seja, chegou o dia de serem colocados no útero da futura mamãe. É hora de decidir quais e quantos embriões serão transferidos. Analisamos a qualidade dos embriões, o histórico da paciente, o fator de infertilidade. É uma decisão extremamente delicada, pois é preciso considerar o enorme desejo da maternidade-paternidade e os riscos que uma gestação múltipla pode oferecer à mulher. Desta decisão participam o ginecologista, o profissional do laboratório e o casal.

É preciso ressaltar ainda que embriões transferidos não significam embriões implantados, e nesta etapa nós, profissionais de reprodução assistida, já não participamos mais. Agora é só torcer pelo casal e aguardar o resultado do beta hCG (exame que indica se houve ou não implantação de embrião) e da ultrassonografia. Aí, finalmente, o casal saberá quantos bebês estão a caminho.

Sabemos que para o casal que só pode obter a gestação através do tratamento de reprodução assistida, parece bastante vantajoso buscar a gestação de gêmeos ou trigêmeos. Neste momento, para ele, só existe o peso do enorme desejo de ter um filho. Porém, cabe ao profissional lembrar-lhes que do outro lado da balança estão os riscos da gestação múltipla: hipertensão e diabetes gestacional, descolamento da placenta, pré-maturidade, crescimento fetal restrito, complicações respiratórias e neurológicas para o bebê.

O nascimento de múltiplos bebês é considerado um problema de saúde pública e o tratamento de reprodução medicamente assistida é apontado como grande responsável pelo aumento da incidência deste tipo de gestação. Hoje, existe um enorme esforço por parte dos especialistas da área em conseguir reduzir o índice de gestação múltipla. Nosso desafio é transferir menos embriões, sem reduzir a chance de gestação para o casal.

Como embriologista, alegro-me em dizer que as ferramentas que dispomos para a classificação dos embriões nos têm permitido selecionar com maior precisão o embrião de melhor potencial de implantação. E aqueles que não são selecionados, podem ficar armazenados no laboratório para serem transferidos quando o casal desejar, seja por não ter havido gestação, seja pelo desejo de mais um bebê.

Fernanda Couto Ferreira
Embriologista do Centro de Fertilidade da Rede D'Or

244 comentários:

1 – 200 de 244   Recentes›   Mais recentes»
Anônimo disse...

eu gostaria de ter gemeas identicas mas tenho um problema muito serio que e a trombose sera que posso ter?

Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Existem dois tipos de gestação gemelar: a chamada univitelina (gêmeos idênticos), que é resultado da divisão de um embrião em dois; e a bivitelina, que é o resultado da implantação de dois embriões diferentes ao mesmo tempo no útero.
As gestações gemelares decorrentes da fertilização in vitro são do tipo bivitelina, ou seja, são gestações gemelares que ocorrem porque dois embriões se implantam ao mesmo tempo e que, apesar de serem gêmeos, são crianças totalmente diferentes.
A gestação gemelar univitelinica ocorre ao acaso e é muito rara, com probabilidade de 1 em cada 1.000 gestações.
A gestação é um estado onde há um aumento de 80 vezes no risco de um evento de trombose, contudo, quando já se é sabido que o risco de trombose pré-gravidico é aumentado, pode-se fazer medicações durante a gestação para evitar esse tipo de evento.

Att. Dr. Cassio Sartorio
Ginecologista e obstetra

Anônimo disse...

Ola. amigos.. sou vasectomizado há 13 anos e tenho 36 anos.
Minha esposa, tem 26 anos e não possui problemas para egravidar, gostaria de saber se pelo metodo de isci, temos boas chances de engravidar e se temos como programar gêmeos.
Desde já agradeço sua ajuda
Abs

Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

A vasectomia é um método de esterelização onde as estruturas produtoras dos espermatozóides, no caso, os testículos, continuam funcionando normalmente, sendo que o caminho por onde passariam os espermatozóides é que se encontra obstruído.
Com a realização de fertilização in vitro é possível engravidar, sim. O ICSI nada mais é que uma das técnicas laboratorias utilizadas na fertilização in vitro.
A única diferença no caso da vasectomia é que o espermatozóide é obtido através da punção do epidídimo, que é uma pequena estrutura localizada ao lado do testículo, que serve para armazenar os espermatozóides. Essa punção é feita sob efeito de anestesia local.
Quanto à gravidez gemelar, isso é uma coisa que tem de ser conversada mais calmamente, porque o importante para nós é que haja gravidez. A gestação gemelar, apesar de ser muito bonita, é uma gestação de risco, não só para a mãe, como existe também o risco de nascimento prematuro para os bebês. E nós queremos que seja uma gestação tranquila para todos.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra

Amanda Luna disse...

OLá, tenho 28 anos e tive mola hidatirforme parcial em 2007 ( mas não precisei de quimioterapia, só acompanhamento médico mesmo) e agora estou planejando engravidar. Meu marido e eu gostariamos de fazer a fertilização para ter pelo menos dois bebês de uma vez só, já que não queremos mais de uma gravidez devido aos riscos.
Vocês me aconselham recorrer à fertilização?
Muito origada desde já

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Amanda,

Apesar de o risco de desenvolvimento de quadro de mola hidatiforme ser maior nas pessoas que já apresentaram o problema pelo menos uma vez, a incidência de recorrência é baixa. E a FIV não altera essa a incidência. A indicação, à princípio, é a de vocês tentem naturalmente. Contudo, se mesmo assim continuarem na dúvida se devem realizar uma FIV, sugiro recorrer a profissionais especializados em Reprodução Humana Assistida.

Atenciosamente,

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra
CRM: 52.75951-1

Amanda Luna disse...

Dr Cássio, muito obrigada pela respota tão rápida!!

Luisy disse...

Ola!
Me chamo Ellen tenho 27 anos e ja sou casada a 2 anos, eu e meu marido gostariamos de planejar uma gestação para ter mais de um bebe em uma só gestação, não temos problemas algum para engravidar, gostaria de saber quais são os procedimentos, li em outras respostas no blog das vantagens e dos problemas que dão em getação de gemeos, gostaria de saber se o sobrepeso seria algo que complicaria em algo, atenciosamente Ellen.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Elen,
O sobrepeso sempre é um complicante, mesmo em gestação única, aumentando o risco de hipertensão arterial durante a gestação e do aparecimento de diabetes gestacional.
Além disso, a gestação gemelar também aumenta o risco da gestação para você e para os bebês.
Já que vocês não possuem impedimento para engravidar, minha recomendação é para fazê-lo naturalmente. Caso surja alguma dificuldade, teremos prazer em recebê-los em nosso serviço e ajudá-los a realizar o sonho da gravidez.

Att.
Dr. Cássio Sartorio

Anônimo disse...

Dr. Cássio.

Sei que a FIV aumenta a chance de gêmeos, pois são implantados até 4 embriões que podem vingar.

As chances de gêmeos também aumentam na IIU?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,
Todo tratamento de reprodução assistida consiste na utilização de remédios para estimular o ovário e, dessa forma, aumenta percentualmente o risco de gestação múltipla. Contundo, na fertilização in vitro (FIV) os especialistas têm maior controle sobre essas chances porque sabem quantos embriões estão sendo colocados dentro do útero. Nos outros tratamentos, controlamos o estímulo do ovário e, caso haja risco de gestação trigemelar, é decidido em conjunto com o casal se desejam arcar com esse risco e continuar com o tratamento.

Att. Dr. Cássio Sartorio
Especialista em Reprodução Humana Assistida

Anônimo disse...

Boa Noite,

Minha mãe teve toxoplasmose na gravidez, sendo assim sou portadora congênita da doença, correto? Gostaria de ser mãe de gêmeos por isso minha pergunta é: há a possibilidade de realização do procedimento de inseminação artificial e tal procedimento é capaz de livrar os bebês da doença? qual seria o melhor procedimento a ser adotado. Não temos problemas de fertilidade. Obrigada pelo espaço.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,
O fato de sua mãe ter tido toxoplasmose durante a sua gestação não lhe torna obrigatoriamente portadora. A toxoplasmose é um parasita, um protozoário, intracelular. Caso a criança seja acometida durante a gestação, ela pode desenvolver algumas má-formações; mas, por ser uma doença infecciosa por protozoário, sua mãe pode ter tido toxoplasmose e não ter passado para você. Outras formas de se contrair toxoplasmose durante a vida é tendo contato com fezes de morcego e gato, além de pessoas que trabalham com terra, ou até crianças que brincam em solo contaminado. Caso você tenha uma sorologia positiva para toxoplasmose, na grande maioria dos casos, esta é de cicatriz sorológica (a pessoa contraiu e se curou da infecção), a melhor pessoa para dizer se é esse o seu caso é o seu médico ginecologista. Basta colher uma amostra de sangue no laboratório para saber.
A toxoplasmose tem cura, tem remédio, e não há necessidade de se realizar tratamento de fertilidade devido a isso. Quem desenvolveu alguma doença devido a toxoplasmose tem indicação de tomar os antibióticos necessários e, terminando seu uso, pode engravidar, como qualquer outra pessoa, sem o risco de transmissão da doença para seus filhos.

Espero ter esclarecido as suas dúvidas.

Abraços
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Suzan disse...

Olá,
Tenho 34 anos e quero ter um filho, não tenho parceiro. Como seria o tratamento indicado para mim?
Minhas são gêmeas sem tratamento e na minha familia paterna há gêmeos, há possibilidade de eu ter gêmeos também?

Att

Suzan

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá Suzan
Olá, Suzan,

O tratamento indicado inicialmente para pacientes na mesma situação que você seria o de inseminação intrauterina, contudo o ideal é procurar um médico especializado em reprodução humana assistida para que possam ser realizados alguns exames e, assim, você confirmar a indicação.

Em qualquer tratamento de reprodução, existe o risco de gestação gemelar, na grande maioria dos casos, o de gestação gemelar dizigótica (onde os gêmeos são diferentes). A existência de gêmeos homozigóticos (gêmeos idênticos) na sua família pode aumentar a chance desse tipo de gemelaridade ocorrer, mas, mesmo assim, as chances são muito pequenas.

Espero ter esclarecido suas dúvidas

Abraços,

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Adriana Paz e Sthefany disse...

Eu tive dois abortos retidos,fiz exames e não foi encontrado nada alem de que eu tive contato com listeriose.Agora minha médica pretende fazer controle de ovulação conforme o resultado fazer inseminação.Tenho medo de acontecer de novo,tenho 33 anos tipo sanguíneo 0 negativo esposo O positivo. útero retroverso.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Cara Adriana,
Apesar de ser um acontecimento desagradável e estressante, infelizmente, o abortamento é uma situação comum e com múltiplas possibilidades de causas.
Pelo seu depoimento não é possível dizer qual a investigação que você fez, mas posso afirmar que o fato de seu útero ser retroversofletido e de seu marido ser O pos. e você O neg. não são causas pertinentes.
Se você tem facilidade em engravidar, apesar do abortamento ser um fato difícil, tentar engravidar mais uma vez é uma opção válida. E, caso ocorra um novo aborto, eu recomendaria que você procurasse um especialista em Reprodução Humana, para ver o que já foi pesquisado no seu caso e se ainda falta verificar alguma coisa.

Att.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Tenho uma trompa obstruida e estou me praparando para uma laparoscopia para tentar desobstruir, no entanto tenho dúvidas se devo partir direto para uma FIV, pois não estou encontrando informações de muito sucesso nesse tipo de tentativa cirurgica de desobstrução. Vocês podem me fornecer mais informações? Eu, 34 anos, obstrução na trompa esquerda. Ele 32 anos, normal.

Anônimo disse...

É possível decidir o sexo do bebê? Existem estatísticas quanto a quantidade de embriões trasnferidos e quantidade que dá certo, que implanta??

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

A lei brasileira só permite a seleção do sexo do bebê em caso de doenças familiares ligadas ao sexo. Fora essa situação específica, é terminantemente proibida e ilegal a seleção do sexo do embrião.
Existem, sim, estatísticas: a taxa de implantação é de aproximadamente 37% por embrião com três dias de evolução. Essa é uma taxa geral, mas dependendo da causa de infertilidade, da idade da paciente e do tempo de evolução do embrião no laboratório, essa taxa pode variar para mais ou para menos.

Espero ter esclarecido suas dúvidas.

Abraços
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo (pergunta enviada em 20 de setembro),

Infelizmente os estudos médicos não mostram muito sucesso nas tentativas de desobstrução tubária. O sucesso nesse tipo de procedimento é muito mais ligado ao motivo da obstrução e ao ponto da trompa que está obstruido, sendo que se tratam de dois fatores muito específicos. Fugindo desses casos, existe ainda um risco aumentado de gestação ectópica tubária (gravidez na trompa) nas pacientes que realizam a recanalização.
Converse com o seu médico para ele possa te dizer suas chances e, se ainda ficar com dúvidas, procure uma segunda opinião.

Abraços,
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Tatah disse...

Olá . Tenho 18 anos , estou pretendendo ter filhos na faixa de 24 anos . Sou fertil , nao tenho problema nenhum em engravidar mais gostaria de saber se teria como eu fazer uma inseminaçao para ganhar gemeos na minha primeira gestação . Seria possivel ?

Abraço . Taina . RS

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá Tainá, se você quiser, pode fazer esse tipo de tratamento sim, mas ele também não é garantia de gêmeos.
Além disso, a gestação gemelar é, por si só, uma gestação de alto risco, tanto para você, que pode desenvolver hipertensão arterial devido à gestação, quanto para os bebês, que têm risco maior de nascerem prematuros, abaixo do peso, etc.
Quando fazemos qualquer tratamento de reprodução, buscamos a gestação de preferência única, e apesar da felicidade dos casais que engravidam de gêmeos, nós sempre ficamos um pouco mais apreensivos.
Minha recomendação para você, Tainá, é que quando decidir engravidar, tente pelos métodos naturais e, se por acaso não conseguir, aí sim procure a ajuda de um médico para fazer tratamento


Abraços,
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

ola. Eu tenho 20 anos e ja tive 2 abortos. E gostaria de fazer uma insiminacao para ter trigemeos meninos, meu marido adora a ideia, mas n suporta a opcao d fazer se uma insiminacao... Sera possivel eu faze la sem k ele saiba???

Anônimo disse...

Olá, meu marido e eu somos extremamente normais, porém, temos um sonho... Gêmeos! Seriam nossos primeiros filhos. É possível? Qual o tratamento?

Anônimo disse...

olà Dr.
Eu e meu marido tentamos durante 02 anos ter um filho e nao obtivemos um resultado bom, ele tem baixa quantidade de espermas (quatro milhoes ) . Ja fomos no médico e ele nos orientou procurar outro metodo como inseminaçao, pois quero muito ter , so que estou ainda esperançosa em engrvidar natural. Vc achz possivél ?? apesar que ja fomos alertados de ter pouquissima chance.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,(pergunta de 15 de novembro)
Todo tratamento de estimulação ovariana aumenta o risco de gestação múltipla. Contudo, apesar de aparentemente ser uma gestação mais "bonita", a múltipla é uma gestação de alto risco para a mãe e para os bebês, já que existem riscos de abortamento, risco de transfusão sanguínea entre os fetos, existe o risco no nascimento de crianças pequenas para a idade gestacional, aumenta-se o risco de rotura prematura da bolsa, de prematuridade e de necessidade de UTI neonatal. E, para a mãe, aumenta o risco de doença hipertensiva específica da gestação e de diabetes gestacional.
Quando é realizado um tratamento de fertilidade, a nossa intenção é a gestação única.
Além do mais, fazer um tratamento médico que possui outros riscos, além de mexer com a intimidade do casal, apenas para obter gêmeos pode não valer certeza. Então, é bom pensar bem antes de tomar a sua decisão.

Att.
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo (pergunta de 14 de novembro),

Seu desejo não seria possível, uma vez que, para a realização de qualquer tratamento médico é necessária a autorização por escrito de todo casal participante. Além disso, é proibida por lei a escolha do sexo dos embriões transferidos.

Att.
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,(pergunta de 16 de novembro),

Com uma contagem de 4 milhões de espermatozoides, sua melhor chance seria realizando tratamento para engravidar e, para isso, é necessário você procurar um médico de confiança especialista nessa área.
Abraços e boa sorte.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Boa noite,
tenho 30 anos e tenho lido muitos artigos sobre fertilidade. Encontrei em um deles que depois dos 30 anos a fertilidade feminina diminui cerca de 60 a 70%. Sou recem casada e por causa da diminuição da fertilidade gostaríamos de ter gêmeos. Acho que somos normais e que ter gêmeos seria uma questão de capricho, mas seria possível um tratamento mesmo sem nenhuma patologia?
Obrigada.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

Caso vocês acreditem ser a melhor opção, é possível, sim, realizar tratamento para engravidar. Contudo, é importante ressaltar que em nenhum dos tratamentos existe a garantia de que você irá engravidar de gêmeos e, na verdade, não existe nem a garantia que você consiga engravidar rapidamente. Além disso, a gravidez múltipla é sempre uma gravidez de risco para a mãe e os bebês. Sendo assim, recomendo você pensar e conversar com seu marido antes de tomar qualquer decisão.

Att.
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Jacaah~Chaan disse...

Olá, eu gostaria de ter gêmeas idênticas, houve já um caso de gêmeos por parte da tia da minha mãe, tenho uma porcentagem maior de ter, ou não? Tem algum tratamento que possa me ajudar a ter gêmeas idênticas?

Anônimo disse...

OLÁ,EU E MEU MARIDO NÃO TEMOS PROBLEMA PARA ENGRÁVIDAR MAS TEMOS PRÉDISPOSIÇÃO DE NOSSOS BEBÊS TEREM SINDROME DE POTTER,POIS PERDEMOS DOIS BEBÊS COM ESTÁ SINDROME,E TEMOS UM CASAL DE FILHOS SAUDÁVEL.MAS QUEREMOS MUITO MAIS FILHOS,NÃO SEI SE SERIA MELHOR EU ENGRÁVIDAR NORMALMENTE,OU FAZER UMA FERTILIZAÇÃO IN VITRO COM ÓVULO DE ALGUMA DOADORA,PARA QUE O RISCO DA SINDROME REPETIR DIMINUA?

OBRIGADA DESDE JÁ,PATRÍCIA!!!

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá Patrícia,
Podemos avaliar a possibilidade de efetuar FIV com biópsia embrionária e selecionar os embriões que não tenham risco da Síndrome para transferência.
Um abraço.
Dr. Paulo Gallo

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,
Os gêmeos idênticos (monozigóticos) só ocorrem naturalmente, nenhum tratamento que você faça irá aumentar sua chance de ter gêmeos monozigóticos. A chance de ter uma gestação monozigótica é de 3 em cada 1000.
Abraços.
Dr. Cássio Sartorio

Anônimo disse...

tenho37anos umas das minhas gravidesfoi de gemeas o medico falou que eu nao poderia mas ter filhos isso ja tem 12 anos ,fiz laqueadura me casei navamente gostaria de ter um bebe neste casamento sera que a possebelidade.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,
A Laqueadura Tubária é um método de esterelização permanente, sendo atualmente uma das indicações de fertilização in vitro. Converse com seu ginecologista para ele poder lhe orientar sobre o tratamento e quanto a segurança de uma nova gravidez.
Abraços.
Dr. Cássio Sartorio
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Doutor, ainda sou novo tenho apenas 22 anos mas eu gostaria de ter gêmeos e até onde eu sei teve caso de gêmeos na minha família. Qual é a chance de eu ter gêmeos sem a ferttilização e com a fertilização. Obrigado

Anônimo disse...

olá,

Gostaria de ter um filho, tenho 31 anos, sou solteira. Qual o tratamento adequado?Corro risco de ter gemeos?

Minha familia paterna tem quatro pares de gêmeos, sendo que minha irmã teve gêmeas e minha prima um casal de gêmeos sem tratamento.

Vera

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,
A chance de gêmeos univitelinos vai depender da incidência na sua família e, com a fertilização in vitro, pode variar de 18 a 30%, na dependência de algumas variáveis, como a idade da sua esposa e numero de embriões transferidos.

Atenciosamente,

Dra. Maria Cecília Erthal
Diretora médica do Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or
Especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.40866-0

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Vera,

A Gravidez independente é possível utilizando-se de um banco de sêmen doado, contudo o tipo de tratamento que deve ser realizado depende de exames para saber se está tudo bem com você. A gestação gemelar é possível com qualquer tratamento de fertilidade, contudo o ideal é a gestação única, que é mais segura para você e para a criança.

Procure um especialista para lhe orientar melhor.

Abraços,

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Oi meu nome é kamila tenho 28 anos eu quero ter 2 ou mais filhos de preferencia masculino em uma enciminação artificial.Nunca tive filhos e tambem nunca tentei. tem algum perigo. Eu eo meu Esposo somos Saudaveis.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Kamila,

É importante ter em mente que todo tratamento médico tem riscos e benefícios e só deve ser feito quando o benefício supera o risco. Lembro ainda que é proibido por lei a escolha de sexo no tratamento de reprodução humana.

Abraços,

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

olá, meu marido tem baixa contagem de esperma vivos, 1 milhão no ultimo espermograma, portanto iremos fazer FIV, como tenho 27 anos o dr colocará dois embrioes, nunca tive filhos, gostaria de saber quais as chancer de eu conseguir engravidar nessa primeira tentantivs de FIV??

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

A chance varia de acordo com uma série de fatores.
Se você pegar estatísticas norte-americanas de 2010, a sua chance de engravidar é de 50.9%. Caso você veja as estatísticas latino-americanas de 2009, a sua chance é de 41%. Mas tudo isso sofre influências do tipo de protocolo de medicação que você irá fazer.
Pergunte ao seu médico qual a sua chance de engravidar.

Abraços e boa sorte.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra
CRM: 52.75951-1

Keitiane disse...

Gostaria de saber qual a probabilidade de ter um casal de gêmeos, qual o procedimento aconselhável e a idade da futura mãe?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Keitiane!
Nenhum tratamento visa a gravidez de gêmeos. Inicialmente, você e seu companheiro vão tentar espontaneamente caso já não exista nenhum problema diagnosticado. Caso não consigam no prazo de um ano, o ideal é buscar ajuda com seu ginecologista para realizar exames que diagnostiquem algum problema. Caso haja indicação, os tratamentos de reprodução assistida serão um caminho, mas visando a gravidez de vocês e não obrigatoriamente gêmeos.

Atenciosamente,
Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Anônimo disse...

ola me chamo viviane tenho 28 anos sou casada eu gostaria de ter gemeos sei que é uma gravidez de risco mas o meu maior medo é que meu marido usava droga e tenho medo que venha afeta meu bebe eu gostaria de fazer uma inseminação o que devo fazer nesse caso desde muito obrigado

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Viviane!

Antes de pensar em fazer inseminação ou mesmo querer ter gêmeos, converse com seu ginecologista. Veja se está tudo bem com você e seu esposo e então comece as tentativas. Caso haja indicação de algum tratamento de reprodução, procure um especialista.
A inseminação é um tratamento de reprodução assistida e tem suas indicações. Você só será submetida a algum tratamento se tiver indicação.
Quanto ao uso de drogas pelo seu esposo, ele também será avaliado e, se houver alguma alteração seminal, o médico conversará com vocês sobre as possibilidades.

Atenciosamente,
Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Nicolle disse...

Olá, tenho 21 anos, sou casada, meu marido e eu gostariamos de fazer tra tamento de fertilidade para ter trigemeos(a). Ele nao tem nenhum problema, mas eu faço tratamento de depressao, gostaria de saber se meus filhos teria o mesmo problema que eu, e se há chances de eu ter os trigemeos(a)identicos, ja que em nossa familia nao há probabilidades.
E qual a melhor idade para ter para fazer o tratamento.
obrigado

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Boa Noite, Nicolle,

Os tratamentos de reprodução assistida no Brasil são regidos por leis específicas e, atualmente, na sua faixa etária, você só poderia transferir dois embriões.
As gestações derivadas desses embriões não são de gestações de gemêos idênticos e, sim, de gêmeos diferentes, já que cada um vem de um embrião. A gemelaridade monocoriônica (os gêmeos idênticos) só acontece ao acaso na natureza e não temos como controlar.
A respeito da depressão, ela é uma doença multifatorial, ou seja, pode ter múltiplas causas. Até hoje não foram identificadas todas. Existem algumas de natureza genética e, nesse caso, há a possibilidade de transmissão entre gerações. Contudo, é impossível dizer se a causa da sua depressão é essa e é impossível afirmar se seus filhos terão ou não essa doença.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Olá
Meu nome é Thais e tenho um sonho desde pequena de ter gêmeas identicas.A minha avó teve irmãs gêmeas mas morreram por um problema de família(inclusive as outras 6 irmãs dela) e na minha familia os homens tem tendencia de ter ácido urico e gota.Gostaria de saber se tenho chance de poder ter gêmeas identicas por fertilização in vitro e se eu fizesse elas teria tendencia de ter alguma doença ou ter 3 ou mais bebes .
Grata.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Thais,

Os gêmeos provindos da técnica de fertilização in vitro não são os do tipo monozigóticos (idênticos), mas, sim, provindos cada um de um embrião diferente. Os gêmeos idênticos ocorrem apenas ao acaso.
Qualquer técnica de reprodução assistida pode levar à gestação múltipla e a chance de má formações são similares às de mulheres na sua faixa etária.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Olá,
Me chamo Mari, tenho 30 anos e ainda não tenho filhos. Tenho uma irmã de 41 que também não tem filhos. Existe a possibilidade de uma FIV nela com óvulos meus, caso os dela não estejam com maturidade adequada?

Obrigada

Anônimo disse...

EU QUERO MUITO SER MAE EU E MEU MARIDO NÃO TEMOS PROBLEMAS ALGUM,MAIS QUEREMOS TER FILHOS MAIS SO DE UMA VEZ SO,QUERO DUAS MENINAS GEMEAS MAIS QUERIA TE-LAS INDENTICAS. E QUERO SABER SE ISSO É POSSIVEL.. NA FAMILIA TEM O CASO DO AVO DA MINHA MAE QUE ERA GEMEOS..IAI O QUE VCS ACHAM..TEM PROBABILIDADE?

Anônimo disse...

Oie.
O meu marido tem um problema ele produz pouco espermatozoide eu acho que e por que el fuma a um tempinho se ele parar sera que ele volta a produzir mais?
O urologista falou que so com inseminacao artificial.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

o Conselho Federal de Medicina não permite a doação de óvulos entre irmãs, então essa opção não é possível. No Brasil, a doação de óvulos é compartilhada e anônima. Sua irmã deverá passar por uma avaliação da reserva ovariana e caso haja indicação de receber óvulos, ela entrará em um banco de espera para ser selecionado uma doadora compatível.
Essa doadora deve ter até 32 anos, não ter problemas de ovulação, mas deve precisar do tratamento. Geralmente, são mulheres que não conseguem engravidar por um problema nas trompas ou devido a algum problema com o esposo.
Para escolha da doadora adequada, optamos por uma pessoa com características físicas semelhantes a receptora e também com tipo sanguíneo compatível ao do casal que receberá o óvulo.

Att, Drs. Alessandra Evangelista e Cássio Sartorio
Ginecologistas e obstetras, especialistas em reprodução humana assistida
CRM: 52.78.093-6 e 52.75951-1, respectivamente

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,
O fato de vocês não terem nenhum problema já é um bom sinal. Vocês podem tentar e conseguir espontaneamente!
Fazer o tratamento pode resultar em gêmeos bivitelinos, ou seja, não idênticos, caso sejam transferidos dois embriões. No caso de gêmeos idênticos, a probabilidade é igual na população em geral e muito rara, pois um embrião deve se dividir em dois e esse é um processo natural.
Além disso, no Brasil, não é permitido a escolha do sexo, a menos que na família haja casos de doenças ligadas ao sexo e que contraindiquem a transferencia de um dos sexos. Sendo assim, vocês podem ter um casal, dois meninos, duas meninas...
A escolha não é dos médicos nem de vocês.
Boa sorte nas tentativas e, precisando, procurem um especialista.
Att, Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,
O cigarro tem uma ação toxica sobre os gametas(óvulos e espermatozóides). Sem ter visto o exame dele, é muito dificil avaliar se há chance de melhora do número e da qualidade com a parada do tabagismo e uso de antioxidantes.
Como o urologista que avaliou vocês já antecipou que precisam de ajuda fazendo inseminação, o ideal é que ele pare de fumar para melhorar a qualidade do espermatozóide, pensando no sucesso do tratamento.
Sabendo que é dificil para ele, dê apoio e, além disso, procurem um especialista para as orientações.

Atenciosamente,
Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Anônimo disse...

Ola tenho 2 filhos homens e depois da gravidez do segundo filho descobri que eu tinha adquirido a endometriose uterina , devido eu ter parado os tratamentos a endometriose atingiu meus ovarios, queria muito menina o medico falou q se eu engravidasse me ajudaria muito devido eu ficar 9 meses ou mais sem mentruacao... Como fiquei com dificudade de engravidar naturalmente devido a endometriose optamos pela fertilizacao, tem como optar em vir gemeas??? Deis de ja Obrigado Pois moro no japao e eh complicado devido nao entender muito a linguagem..!!

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

Todo tratamento apresenta a chance de gestação múltipla, contudo nosso objetivo sempre é a gestação única pelo risco existente da gestação gemelar.

E quanto a escolha de sexo, no Brasil é proibida a seleção sexual.

Abraços,

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Juliana lopes silva disse...

Me chamo juliana tenho 27 anos e tenho sop mas gostaria muito de engravidar e os tratamentos são demorados ja tomei antconcepcionaç durante 1 anos e depois não engravidei ,sera q é necessario fazer algum tratamento de fertilidade,estou acima do peso e não consigo emagracer de geito nenhum sem contar os pelos agora pensei em fazer a bariatrica mas tenho medo de complicar uma futura gestação ja q não consegui ate agora

Anônimo disse...

Boa Noite!
Sou Lésbica e casada.Eu e minha esposa estamos querendo realizar uma inseminação, mas usando a outra como doadora do ovulo.Qual o Método a ser utilizado? E Qual a probabilidade de serem gêmeos?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Oi, Juliana!

O mais importante é conversar com seu médico sobre o desejo de engravidar. Ele vai pedir alguns exames pra você e seu marido e, caso esteja tudo bem, ele vai acompanhar se você está ovulando. Se algum dos exames demostrar outro fator diferente da SOP, ele vai orientá-los. O detalhe do peso é muito importante e, sozinha, nem sempre se consegue emagrecer. Procure uma nutricionista e também pratique exercícios sob supervisão. Caso não perca peso, um endocrinolgista também pode ajudar, avaliando se existe outro distúrbio hormonal associado à SOP.
E, caso seja necessário procurar a ajuda de um especialista em fertilidade, isso nem significa que você terá de realizar um tratamento fertilização. Procure ajuda e boa sorte!

Att,
Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônima,

Vocês podem realizar os dois tipos de tratamento: inseminação intrauterina e fertilização in vitro, desde que sejam avaliadas antes e não seja constatada nenhuma contraindicação às técnicas.

Obviamente, vão precisar de sêmen de um doador para ambos os procedimentos.

O detalhe é apenas a questão de quem vai gerar a criança. O uso de óvulos de uma paciente no útero de outra, a princípio, contraria a resolução do Conselho Regional de Medicina (CRM). Alguns especialistas, porém, discordam e existe a possibilidade de se solicitra a autorização do Conselho Regional de Medicina do Estado Rio de Janeiro (CREMERJ) para efetuar este tipo de procedimento.
É possível leve até cerca de um ano para ser obtida uma resposta, nesse caso. Os especialistas dependem dessa autorização do CREMERJ para usar os óvulos de uma e o útero da outra. Já para usar os óvulos da própria paciente em seu útero, não é necessária essa autorização.

E todo tratamento apresenta a chance de gestação múltipla, contudo nosso objetivo sempre é a gestação única pelo risco existente da gestação gemelar.

O ideal é vocês procurarem diretamente um especialista e tirarem todas as dúvidas!

Atenciosamente,

Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

e

Dr. Paulo Gallo
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.42276-5

Amanda Picasso disse...

Olá,
Tenho 19 anos e sempre tive o sonho de ter trigêmeos meninos não idênticos. Sei que é muito específico e muito difícil a chance de acontecer,mas meu sonho continua! Por isso,gostaria de saber qual é a chance de isso acontecer e quais os riscos de uma gestação como essa.

Amanda Picasso disse...

Olá,
Tenho o sonho de ter trigêmeos meninos não idênticos,que carrego comigo desde muito pequena. Sei que a possibilidade de isso acontecer é muito pequena,mas meu sonho continua. Por isso gostaria de saber qual a chance de dar certo e qual tipo de tratamento devo realizar.

Obrigado.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Oi, Amanda,

Apesar de ser muito bonita a ideia de gestação múltipla, a realidade nesses casos não é. A gestação múltipla traz consigo riscos tanto para a mãe quanto para os bebês.
Os tratamentos de Reprodução Humana Assistida, no Brasil e no mundo, a cada dia que passa, buscam gestações mais próximas do que é o normal, ou seja, um filho por vez. Ainda temos muitos casos de gêmeos, mas atualmente o foco que tentamos alcançar é a gestação única.
E, quanto ao sexo, as clínicas de reprodução são proibidas de fazer seleção sexual dos embriões.

Abraços e boa sorte!

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Bom dia meu nome e christina, tenho 37 anos mae de 2 meninos que tem uma doença rara distrofia muscular de duchenne. e nao posso mas ter menino so menina mas meu sonho seria 2 meninas gemeas identicas tenho olhos claros mas os meus filhos nao qual seria as chances das gemeas terem olhos claros.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Christina,

A lei brasileira permite a seleção do sexo do embrião quando existe o risco de doenças ligadas ao sexo. Contudo, a seleção da cor dos olhos é proibida e o estudo genético realizado não dá essa informação, pois não é o seu objetivo.
Os gêmeos nascidos a partir do tratamentos de reprodução são os gêmeos dizigóticos, ou seja, são gêmeos diferentes.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

CHRISTINA disse...

sou chris tnho 37 anos tenho dois filhos com doença genetica meu sonho e ter 2 meninas gemeas porque nao posso ter meninos e as duas meninas posso guardAR CELULAS EMBRIONARIAS PARA OS IRMAOS NO FUTURO O QUE EU DEVO FZER.

Anônimo disse...

Olá Meu nome é Isabel, acabei de ter uma menina, pretendo ter 3 filhos,mas só queria ter mais uma gravidez por questões esteticas e por não querer passar por mais 2 cesarias, meu marido e eu não temos problema algum com fertilidade, porem tenho duvidas quanto ao meu tamanho pois tenho 1,50m e minha filha nasceu com 50cm, o que me causou um enorme desconforto no fim da gestação, mas tive uma gestação muito tranquila, gostaria de saber quais meus maiores riscos numa gravidez de gemeos caso as crianças fossem grandes tb.
obrigada

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Cara Isabel,

Toda gestação gemelar não está livre de riscos adicionais durante sua evolução. É bastante provável a ocorrência de partos prematuros, rupturas da membrana amniótica antes do tempo e complicações consequentes da prematuridade dos bebês, o que naturalmente a torna uma gestação de maior risco.
Outro ponto importante é que as técnicas de reprodução assistida não possuem como objetivo primário a ocorrência de gestação gemelar e são indicadas para os casos de esterilidade conjugal, o que não parece existir no seu caso.

Atenciosamente,
Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Cara Christina,

A solução, no seu caso, seria fazer a fertilização in vitro com biópsia dos embriões para diagnóstico genético dos mesmos antes da transferência para o útero. Se, por acaso, você tiver a sorte de gerar mais de dois embriões XX normais, poderá, sim, guardá-los para tentar outra gravidez no futuro, ou mesmo usar como células tronco. No entanto, para guardar células tronco para suas futuras filhas e os irmãos, a melhor opção ainda é armazenar o sangue do cordão umbilical ao nascimento.

Att.,

Dra. Maria Cecília de Almeida Cardoso
Embriologista chefe do laboratório de Reprodução Humana Assistida
Especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.81511-0

Joana Nery disse...

Dr. Eu gostaria de saber qual a faixa etária ideal para a mulher engravidar, em questão de produção de óvulos e etc.
Obrigada.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá Joana,

Sabemos que a mulher nasce com uma determinada quantidade de óvulos e não produz novos óvulos ao longo de sua vida. Sendo assim, com o avançar dos anos, além da redução numérica acentuada, verifica-se também um prejuízo na qualidade dos folículos disponíveis. Vários estudos demonstram que há um declínio global da fertilidade, principalmente entre mulheres com mais de 35 anos. Alguns fatores são apontados como os principais responsáveis por esse declínio:
- Mudança no comportamento reprodutivo da mulher, que postergou o desejo reprodutivo em favor da vida profissional, aumentando o risco de aparecimento de doenças ginecológicas que podem diminuir a fertilidade como infecções nas trompas e endometriose, além de diminuição da sua reserva ovariana ("reserva de óvulos").
- Piora da qualidade do sêmem por causa do consumo excessivo de álcool, tabagismo e exposição a fatores ambientais.
As principais maneiras de avaliar a sua reserva ovariana são:
- Dosagem do hormônio antimulleriano.
- Dosagem do FSH no 3 dia do ciclo.
- Ultrassonografia transvaginal no 3 dia do ciclo para contagem de folículos antrais.

Dra. Carolina Zendron
CRM 52-84372-5

Anônimo disse...

tenho 3 meninos, sendo os caçulas gémeos.queria muito ter uma menina,mas tenho medo de ter meninos gémeos novamente..queria saber se tem possibilidade de engravidar de gemeos novamente .. e o fato dos meus trés filhos serem meninos tbm tem alguma explicação, ou foi sorte mesmo

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

Sim, existe a possibilidade de você engravidar novamente naturalmente de gêmeos.

Em relação ao tratamento de reprodução humana especificamente, também pode ocorrer a gestação gemelar, exceto quando se opta pela fertilização in vitro e pela transferência de um embrião apenas. Neste caso, a sua maior chance é de engravidar de apenas um bebê. Contudo, mesmo se transferindo um embrião, existe a possibilidade desse embrião se duplicar e gerar uma gestação gemelar monocoriônica (gêmeos idênticos).

O fato de você ter tido três meninos foi o acaso mesmo. E, nesses casos, gosto sempre de lembrar que a lei brasileira proíbe a seleção de sexo nos tratamentos de reprodução humana assistida.

Att.,

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

neia disse...

ola tenho 32 ano meu marido 35 tenlho duas menina e queria um menino mais tenho medo de mim engravida pelo metado tradicional e se outra menina queria ter gemeos porque queria ter mais dois filhos e nao queria ter duas gravideis tem como por causa da minha idade

clau disse...

tenho três meninos todos de parto cesária vou fazer uma abdominoplastia mas antes o medico me aconselhou fazer uma reprodução assistida+biópsia para ter uma menina e enfim fechar a fabrica oque o doutor me diz?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Clau,

A legislação brasileira não permite a seleção de sexo em tratamentos de reprodução assistida a não ser que seja para afastar doenças.

Abraços e boa sorte!

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Neia,

A legislação brasileira não permite a seleção de sexo em tratamentos de reprodução assistida a não ser que seja para afastar doenças.

Além disso, você deveria considerar sua ideia de gestação gemelar, pois todos sempre acham gêmeos muito bonitos, contudo a gestação gemelar possui riscos sérios para a mulher e para as crianças.
Atualmente, existe uma tendência internacional de transferir apenas um (01) embrião para não haver esses riscos.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Olá,

Dr meu esposo tem 42 anos, e tem varicoceles, porem fez a cirurgia para correção, o medico diz que não é 100% certeza que normaliza, e que talvez demore, já esperamaos a 2 anos, não queria esperar mais, mesmo com poucos espermatozoides conseguirei engravidar por fertilização, ou só com insiminação in vitro? Tenho 25 anos, não tenho nenhum problema

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

É difícil falar do caso de vocês sem avaliá-los.
É preciso saber como está o espermograma dele, e se não existe mais nada de alterado.
O ideal é que vocês marcassem uma consulta com um médico especialista para vocês serem avaliados.

A varicocelectomia pode sim melhorar os parâmetros do espermograma, porém para indicar um tratamento eh preciso que vocês sejam avaliados por um especialista. A inseminação intrauterina (colocação dos espermatozóides dentro do útero da mulher) está indicada para o fator masculino leve, já a fertilização in vitro para casos mais severos. Converse com seu medico sobre a melhor opção de tratamento para vocês.

Boa sorte!

Dra. Carolina Zendron - CRM 52-84372-5
e Dr. Cássio Sartorio - CRM: 52.75951-1
Ginecologistas e obstetras, especialistas em reprodução humana assistida

Anônimo disse...

olá sou Rafael e gostaria de saber com anda os estudos para fazer gêmeos idênticos in vitro e se já têm procedimentos experimentais?!

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Rafael,

Atualmente não existe pesquisa registrada buscando a formação de gêmeos homozigóticos por fertilização in vitro.
As pesquisas hoje em dia buscam melhorar as taxas de implantação para que somente um embrião seja transferido por vez, gerando assim uma gestação única.
A gestação gemelar, que muitas vezes é vista pela população como uma situação muito bonita, é na verdade uma situação de risco, tanto para a mãe como para os fetos, por isso é sempre considerado como algo não desejado.
A gestação gemelar homozigótica apresenta ainda mais situações de risco para os fetos, e a medicina atual deseja uma gestação saudável tanto para a mãe como para os fetos.

Att.,
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Marcele disse...

Olá, Tenho duas filhas e há 9 anos fiz laqueadura, gostaria de saber se consigo ser mãe novamente?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Marcele,

É possível, sim, por meio da fertilização in vitro. Contudo, é necessário avaliar melhor seu caso. Procure um especialista para ele lhe avaliar.

Abraços

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Eu tenho 30 anos e meu marido 28, somos tentantes há 3 anos, já fizemos 3 coitos programados sem sucesso, os exames não acusam problema algum em nós, e agora vou fazer minha primeira Inseminação Artificial. Quais as chances de dar certo na primeira?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

As taxas de sucesso da inseminação intrauterina variam consideravelmente entre as diferentes clínicas de reprodução assistida e entre os diferentes casais (variações entre 5 e 30%). Isso acontece porque os diversos fatores envolvidos na infertilidade podem contribuir para o declínio do sucesso do método.
Sabe-se que em mulheres jovens e casais com o diagnóstico de esterilidade sem causa aparente (em que após investigação não foi encontrada nenhuma causa para a infertilidade) os resultados são melhores, porém quanto maior o tempo de infertilidade, mais diminui a chance de se engravidar.
Converse com seu médico sobre o método e boa sorte.

Atenciosamente,
Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Renata Peixoto disse...

TENHO 29 ANOS, SOU CASADA A 4 ANOS E A 1 ANO E MEIO, ESTOU TENTANDO ENGRAVIDAR, MAS ATÉ AGORA NÃO CONSEGUI, EU E MEU MARIDO( 28 ANOS) FIZEMOS ALGUNS EXAMES E EM TODOS ESTÁ TUDO BEM COM AMBOS. NÃO FUMAMOS,NÃO BEBEMOS, MAS FIZ USO DE PILULA POR 14 ANOS.SERÁ QUE ISSO PODE ESTÁ DIFICULTANDO MINHA GRAVIDEZ?
GRATA
RENATA PEIXOTO

Francelli Costa disse...

Ola amigos! Tenho 31 anos e casada a quase 2 anos, tentamos engravidar quando descobri que tinha endometriose. Fiz a videolaparoscopia, e diante de tratamentos, pensamos no FIV de gemeos (preferencialmente um menino e uma menina). Na minha atual situação, isto é possivel?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Francelli,

Pelas brasileiras leis atuais, não se pode escolher o sexo dos embriões e a quantidade de embriões a serem transferidos dependerá da sua idade. De qualquer forma, mesmo se forem transferidos dois embriões, não se pode garantir que os dois irão conseguir implantar. Converse com seu médico, ou procure um especialista em reprodução humana para esclarecer suas dúvidas.

Att.,
Dra. Carolina Zendron
Ginecologista e obstetra, especialistas em reprodução humana assistida
CRM 52-84372-5

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Renata,

O anticoncepcional oral (pílula), mesmo quando tomado por longos períodos, não costuma causar problemas para engravidar. Como você já um ano, sugiro que converse com seu ginecologista ou procure um especialista em reprodução humana para investigar a causa da sua dificuldade.

Att.,
Dra. Carolina Zendron
Ginecologista e obstetra, especialistas em reprodução humana assistida
CRM 52-84372-5

quero gemeos disse...

olá, tenho 30 anos, eu e meu marido estamos planejando engravidar em 2 anos, nao temos problemas de fertilidade, mas nosso desejo e ter 2 bebes em uma unica gestação, já avaliamos os prós e os contras, conversamos com nossos familiares e amigos que nos apoiaram na decisão, bem como estudamos toda a nossa estrutura pisicoliga, fisica e financeira. ambos somos saudaveis, gostaria de saber se devemos começar os exames e escolhas dos profissionais desde agora e também qual a probabilidade diante de um tratamento de fertilização de conseguirmos a gestação de gemeos. muito obrigada!!

Anônimo disse...

OI ..BOA TARDE..VOU ME CASAR ANO QUE VEM E NOS GOSTARIAMOS DE TER GEMEAS IDENTICAS...MINHA NOIVA TEM 19 ANOS E EU 33...COMO PODERIAMOS TER ELAS NA SUA CONSULTORIA!!GASTOS..RISCOS..ENFIM...QUAL SERIA A CHANCE?MUITO OBRIGADO DESDE JA!!RESSALTO..GEMEAS IDENTICAS!!!DESDE JA AGRADEÇO A ATENÇÃO!!
.ATENCIOSAMEMTE!!!......DI GIORGIO!!

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, quero gêmeos,

Quando fazemos qualquer tratamento de Reprodução Assistida, buscamos a gestação única de preferência. Isso porque sabemos que a gestação de gêmeos é sempre uma gestação de alto risco, tanto para você, que apresenta maior risco de desenvolver hipertensão arterial, por exemplo, quanto para os bebês, que apresentam riscos maiores de nascerem prematuros, com baixo peso ao nascer, maior risco de necessitarem de UTI neonatal etc.
Como vocês ainda não tentaram engravidar, sugiro que quando decidirem pela gestação, tentem inicialmente pelos métodos naturais e, se não conseguirem, aí sim procure, ajuda e orientação de um médico para, quem sabe, fazer o tratamento.

Atenciosamente,
Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, anônimo,

Os gêmeos idênticos (univitelinos) são resultantes da divisão de um único embrião (oriundos de um óvulo e um espermatozóide) em dois, sendo tal evento muito raro e decorrente do acaso (em média uma para cada 1.000 gestações). As gestações gemelares oriundas das técnicas de fertilização in vitro são de gêmeos bivitelinos, resultantes da implantação de dois embriões diferentes ao mesmo tempo no útero (cada embrião originado de um óvulo e um espermatozóide), sendo, portanto, gêmeos diferentes. Além disso, quando fazemos qualquer tratamento de reprodução, buscamos a gestação única de preferência, porque sabemos que a gestação de gêmeos é sempre uma gestação de alto risco, tanto para mãe quanto para os bebês.
Sugiro que tentem a gestação inicialmente por métodos naturais e, se não conseguirem, procurem orientação e informação com um especialista em fertilidade.

Atenciosamente,
Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Anônimo disse...

Oi boa tarde gostaria de tirar uma dúvida. Minha avó materna teve 18 filhos e dentre esses filhos ela teve 2 casais de gêmeos, minha mãe acabou perdendo gêmeas na gravidez dela e tem somente eu como filha e por fim meu marido é gêmeo com a irmã, nós não temos filhos eu gostaria muito de ter gêmeos qual a probabilidade disso no meu caso?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, anônimo,

O que importa para a herança familiar de gêmeos, é o histórico familiar da futura mamãe. Se ela possui história de gêmeos dizigóticos (não idênticos) na família, mostra, assim, uma tendência a ovular de dois óvulos no mesmo ciclo. No caso de gêmeos idênticos, isso não ocorre. Outros fatores também influenciam na chance de se ter gêmeos dizigóticos, como a idade, raça, número de filhos anteriores...

Boa sorte!

Dra. Beatriz Tupinambá
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.82962-5

Anônimo disse...

ola tudo bem? tenho 23 anos e meu Marido 43 anos e ele produz pouco espeme e mesmo assim ja em gravidei 2 vezes mais perdir com 9 semanas , e agora iremos fazer o tratamento ICS para ver ser tenho uma gravidez mais segura, Oque vc acha DR ? Sera que minhas chances sao boa para em gravida de novo ? E se em gravida sera quevai ocorrer bem? Ou Sera que irei perde de novo?
muito obrigada

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

Infelizmente não conhecemos os pormenores do seu caso. Você deve perguntar isso ao médico que irá fazer o seu tratamento. Ele deve explicar as chances e os riscos do tratamento a que você irá ser submetida.

Abraços e boa sorte.
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Brito disse...

Olá, Parabéns pela disponibilidade de prestar esclarecimentos sobre o tema....
Moro em Brasília, mas tenho algumas inseguranças quantos as clínicas daqui.
Fiz todos os exames e tudo está perfeito, sendo que o problema de infertilidade é do meu marido.
Estamos analisando fazer a inseminação nos EUA. Gostaria de um conselho sobre isso. Obrigada.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Brito,

Você e seu marido é que devem decidir se desejam realizar esse tratamento nos EUA. Clínicas boas e ruins existem em todos os lugares do mundo.
As clínicas no Brasil são submetidas a rigorosos controles pela vigilância sanitária (Anvisa), controles esses muitas vezes não cobrados em nenhum lugar do mundo.
Mas a decisão cabe exclusivamente a vocês.

Abs e boa sorte!
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

fernanda disse...

ola me chamo fernanda tenho 21 anos e tenho problemas eu tenho cistos no ovario e pra variar nos dois tem chance de fazer uma inseminaçao de gemeos ?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Fernanda,

O ideal é que você converse com o seu médico ou procure um especialista na área de reprodução assistida para poder ser avaliada e ser decidido se há necessidade de tratamento ou não.

Boa sorte!

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Olá tenho 28 anos meu marido 34 descobrimos agora que ele tem azoospermia vamos tentar o banco de semem mais estou com um pouco de medo vou ver se consigo na rede puplica me oriente obrigada.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,

Se você deseja realizar tratamento na rede pública, o ideal é procurar a unidade em que você deseja realizar o seu tratamento. Porém, infelizmente no Rio de Janeiro não dispomos de um serviço publico de reprodução humana.

Att.
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Olá, meu nome é Karine não e tenho 25 anos e meu marido tem 30,não temos nenhum filho e nem problemas em tê-los. Vi que a probabilidade de gémeos idênticos com o tratamento de inseminação é praticamente impossível, mas gostaria de saber se tem alguma chance, pois só tenho interesse em gêmeos idênticos para fazer o tratamento ou caso seja impossível vou ao método natural mesmo!!

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, anônimo,

A chance de se ter gêmeos univitelinos é a de 3 em cada mil gestações, fazendo ou não tratamento. A fertilização in vitro não modifica as chances de se ter gêmeos univitelinos (idênticos).

Um abraço,
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Olá, eu tenho 24 anos e meu marido 26. Quando eu estiver com 27 e ele 29, queremos ser pais. Eu sempre tive o sonho de ter gemeos, identicos ou nao, os dois do mesmo sexo ou nao.

Moramos na Alemanha e vi que no Brasil tem limites com relacao a quantos embrioes podem ser implantados dependendo da idade da futura mae. Mas também li que essa norma nao é uma lei e que a decisao final pode ser tomada pelos futuros pais e o médico e gostaria de saber se essa informacao é verdadeira.

Eu gostaria de ter 3 embrioes implantados em mim quando eu tiver 27, sou plenamente ciente dos riscos de gravidez multipla e gostaria de tentar de qualquer maneira. Nos teriamos condicoes financeiras de criar 3 criancas se os tres vingassem.

Nao temos problemas de infertilidade, somente um desejo enorme de ter gemeos. Sei que nada é garantido com a FIV, nem sequer uma gravidez unica. Mas por desejo meu e do meu marido, mesmo somente com 27 anos, eu poderia ter 3 embrioes implantados em mim?

Tenho casos de gemeos bivitelinos na familia, e de gemeos identicos. Eu mesma já ovulei duas vezes em um mesmo mes em mais de uma ocasiao. Mas nao queria deixar ao acaso e preferiria arriscar a FIV para aumentar minhas chances de realizar meu sonho de conceber gemeos ou trigemeos.

Tive a minha menarca 4 meses antes de fazer 15 anos, nao sei se isso influencia em algo, fazendo-me ter ovulos saudaveis por mais tempo que mulheres que tiveram a sua menarca mais cedo, entao eu adoraria se voce pudesse me esclarecer isso tambem.

Planejamoss fazer a fertilizacao in vitro no Brasil, se tivermos a opcao de escolhermos implantar 3 embrioes. Se nao for possivel, eu ficaria eternamente grata se voce souber se tem algum país europeu que permite essa escolha, pois nao teriamos problemas de viajar pra fazer esse sonho acontecer.


Grata e aguardando a sua resposta.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônima,

Entenda que, apesar de não existir uma lei quanto ao número de embriões implantados, há uma norma, e ela existe por um bom motivo: proteger os pacientes. O número de embriões implantados deve ser avaliado caso a caso, mas atualmente a recomendação, e principalmente nas clínicas mais reconhecidas do mundo, é a implantação do menor número possível de embriões, a fim de evitar a gravidez gemelar.

Como essa norma existe no Brasil, caso você opte por não segui-la, realmente você não teria problemas com a Justiça, mas para o profissional responsável, o fato de não segui-la, acarreta em imprudência médica e também desvio ético, podendo este sofrer sanções, inclusive perder o direito de exercer a Medicina.

Nós aqui no Vida prezamos muito por esse tipo de cuidado e seguimos estas normas. Caso decida realizar o tratamento com uma clínica que não a siga, acredito que você poderá estar se arriscando, uma vez que ao partir do princípio de que se pode infringir normas que visam a segurança do paciente, nunca se sabe quais outras também poderão serão infringidas. Já quanto à norma seguida em outros países da Europa, infelizmente, não temos essa informação detalhada para lhe passar.

Abraços
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Aqui é a anonima da questao anterior novamente, do dia 26 de janeiro.

Se eu e meu marido assinassemos um termo no qual declaramos entender os riscos de implantar 3 embrioes, e assumimos as responsabilidades, mesmo assim uma clinica respeitavel como voces nao fariam o implante dos 3?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônima,

Não. Independente de qualquer termo, a responsabilidade continua sendo do médico que lhe assiste.

Abraços
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

queria saber posso fazer inseminação pois meu sonho ter uma menina pois tenho 3 menino queria realiza este sonho.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

No nosso país não é permitido seleção embrionária por sexo. Assim, se você quer fazer o tratamento apenas para ter uma menina, repense a ideia.
Boa sorte!

Att,
Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Anônimo disse...

No momento da transferencia de embriões o embriologista já sabe o sexo do bebe?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, anônimo,

A resposta é não. Isso acontece somente se for realizado o teste genético do embrião, mas esta característica não é levada em consideração para a seleção dos embriões a serem transferidos e a seleção por gênero não é permitida em nosso país.

Abs,

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

quero engravidar de gemeos sendo que tenho que fazer tratamento pois tenho dificuldades qual procedimento ?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,

Qualquer tratamento de gravidez pode gerar gêmeos, contudo o objetivo de todo tratamento é apenas a gestação, não a gestação múltipla. Além disso, a chance de gêmeos em todos tratamentos é pequena.

Dr. Cassio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Olá..Tenho 25 Anos e estou apta a gravidez sem nenhum problema e meu esposo 56 anos e tem vazectomia a 26 anos, e estou fazendo tratamento para vertilização in vitro (FIV), e estou tratando com os médicamentos Gonal e Menopur, e já conversamos eu e meu esposo e seria ótimo para nós se viesse gemeos, devido a idade avançada do meu esposo e pelo fato de ter vazectomia, será que a essa possibilidade neste tratamento que estou fazendo, estou no 7º dia de médicação para estimulo dos foliculos.

Desde já agradeço a atencao, e dizer que o blog e maravilhosa, ótimo trabalho.

Abraços

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,

Em qualquer tratamento existe o risco de gestação gemelar. Como você já se encontra em tratamento, deve conversar com o seu médico para esclarecer quaisquer dúvidas que tenha e perguntar a ele quais são as chances de se ter uma gestação gemelar.

Boa sorte!

Abraços,

Dr. Cassio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Olá tenho 30 anos,tenho um filho de 6 anos, não tenho problemas em engravidar, mas tenho uma enorme vontade de ter filhos gêmeos,como faço???

Michelli Schianti disse...

Olá, tenho 34 anos, meu esposo 36 e um filho de 8 (mesmo marido). Estou tentando engravidar há 2 anos e meio s/sucesso. Todos os exames normais, histerossalpingo, hormonais, us e espermograma.Eu estava c/ureoplasma que foi tratado c/atb e resolvido. O médico indicou IA c/indução através do letrozol. Quais as chances de engravidar no primeiro ciclo? Caso não dê certo as chances aumentam ou diminuem nos próximos, e a partir de qtas tentativas é pensado em FIV? Obrigada...

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

Como você mesma disse, você não tem problemas para engravidar. Sendo assim, não há indicação de tratamento. O fato de querer ter gêmeos não é indicativo para vocês fazerem um tratamento.
Existe a chance de gestação de gêmeos, mas este não é um objetivo de tratamento.

Att,
Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá Michelli!

A taxa de sucesso na inseminação é de aproximadamente 15%. Essa chance é similar em todos os ciclos de inseminação e geralmente são realizados três ciclos para então ser indicada a fertilização.
Obviamente, você deve conversar com seu médico, pois, dependendo da sua idade, do fator de infertilidade e dos resultados do exame, esse resultado pode se alterar.

Boa sorte!
Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Anônimo disse...

Olá Me Chamo Carolina tenho 25 e o marido 38 moramos em Portugal e já estamos na 3 inseminação gostaria de saber se é normal não ter resultado das outras vezes? Sou uma mulher bem optimista e acredito mt q dessa vez vai dar certo como tb acreditava nas outras, pois é um enorme sonho nosso em sermos pais! Mas com tudo tb gostaríamos de outra opinião já q aqui onde moramos só existe esta clinica.
E por ser a terceira inseminação há algum risco de vim mais de um?
Queremos muito e aceitaremos o q vier mas tb estamos conscientes dos riscos de uma gestação gemelar!

Estamos no caminho certo?

Desde já agradeço e fico no aguardo da resposta!

Carolina Silva

Anônimo disse...

Ola, Quero fazer inseminação, não tenho parceiro e Tenho 25 anos.

Minha irmã teve gêmeas sem tratamento e meu irmão tb é pai de gêmeos um casal tb sem tratamento. Somos filhos do mesmo pai e mãe. E meu meio irmão por parte paterna está com a namorada grávida de gêmeos. Todos meus irmãos foram a primeira gestação.
Na minha família a incidência de gêmeos vem da parte paterna (Meu pai era gêmeo, mas o outro morreu no nascimento), e na parte materna não há casos de gravidez gemelar.
Tem risco de eu ter gêmeos?

Penso em um bêbe, mas se vier mas um td bem....Só que depois de tantos sobrinhos gêmeos...Fico um pouco apreensiva.
Grata
Lara

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Carolina!

Nem sempre o tratamento gera uma gravidez na primeira tentativa. Avaliar se você está no caminho certo sem saber como foi sua resposta no tratamento fica complicado. Mas, acredite no seu médico! Se você foi avaliada e está sendo acompanhada, vocês já acertaram o primeiro passo!

Boa sorte,

Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Lara,

Embora as chances de gestação gemelar sejam muito pequenas, a existência de gêmeos homozigóticos (gêmeos idênticos) na sua família pode aumentar sim a chance desse tipo de gemelaridade ocorrer.

Atenciosamente,
Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Anônimo disse...

Olá ! Tenho 29 anos e não tenho filhos e recentemente tive uma gravidez ectópica, infelismente tiveram que remover minha trompa e ovário(direito)Não tenho dificuldade p/ engravidar,mas depois dessa "ectópica" tenho medo de acontecer denovo caso eu tente pelos meios naturais.Já fiz todos os exames, ultrassom e aparentemente está ok. Quero partir p/ FIV ainda esse ano,será que tenho chance de ter meu bebê ?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,

Depois de ter tido uma gravidez ectópica, o risco de ter outra gravidez ectópica é maior. O verdadeiro risco é aumentado cerca de 10% e a sua chance de ter uma gravidez normal varia de 50-80%. Por isso, se você não possui dificuldade para engravidar, o ideal é que você tente pelos meios naturais, já que o risco de uma gravidez ectópica após uma FIV é multiplicado por quatro, ou seja, bem maior.

Boa sorte,

Dra. Carolina Zendron
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM 52-84372-5

cris_Campos disse...

Cris_Campos
olá tenho 38 anos, tenho 3 filhos lindos, 1-15 anos,2-8 anos, 3-1ano e 5 meses, como pode ver demorei pra engravidar entre um e outro, mesmo sem uso de preservativos algum, gostaria de saber se tenho a possibilidade de engravidar novamente um pouco mais rapido sem essas coisas de fiv e outras mais, pois eu e meu esposo ja fomos avaliados e nada foi encontrado e queremos mais um bebe..

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Oi Cris,

Claro que há chance de você engravidar logo! Vocês já foram avaliados e não possuem nenhum fator que impossibilite... Tente ter relações no seu período fértil! Fica a dica!

Abraço e boa sorte!

Dra. Beatriz Tupinambá
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.82962-5

Anônimo disse...

Oi tive duas cesariana uma com 18 anos e outra com 19 na segunda fiz laqueadurda hoje tenho 34 anos e gostaria de saber se ha alguma possibilidade de eu gerar outra vez pois é tudo que eu mais quero agora.

Fernanda Mendes disse...

Ola tenho 21 anos sou homossexual sou casada com uma mulher a 5 anos e queremos ter um bebe... as probabilidades de vir gêmeos é maior?

Quem ira engravidar sou eu mais ela vai contribuir doando o ovulo dela também !!

E também queria saber se o sêmen ir nos 2 óvulos serão idênticos??

Obrigada desde ja...

Fernanda.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Bom dia!
Você deve procurar uma clínica de reprodução, em casos que nem o seu somente com tratamento.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Bom dia Fernanda Mendes!
A questão do uso de um óvulo de uma paciente em outra em casos que nem o seu ainda está em debate por não haver consenso. Existe uma consulta no Conselho Federal de Medicina mas ainda não há resposta. Mesmo os tratamentos aumentando as chances de gemelaridade, a maior chance é que engravide de um só, mesmo transferindo 2 embriões.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Kathya Leite disse...

Bom dia Dr; tenho 25 anos meu marido 50 anos pretendemos ter um bebê ele fez vasectomia a uns 8 anos, (porém teve 2 filhos antes) será q ainda é reversivel ? E se tivermos que optar por inseminação in vitro quais as chances de serem gêmeos e gostaria de saber também se ocorrer uma gravidez de gêmeos seriam idênticos ou não há essa possibilidade ?

Grata Kátia

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Kathya,

A reversão da vasectomia pode ser feita em até 8 anos com bons resultados.
Caso seja necessária uma técnica de reprodução assistida, existem duas possibilidades: a inseminação intrauterina e a fertilização in vitro. Diversos fatores precisam ser levados em conta para sabermos quais as chances de uma gestação gemelar. Mas, em média, na inseminação intrauterina as chances são de 5% e na fertilização in vitro 14%. Porém, o objetivo do tratamento não é uma gravidez gemelar. A chance de gêmeos idênticos é a mesma da população geral.

Espero que eu tenha ajudado,

Dra. Carolina
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM 52-84372-5

Anônimo disse...

Olá,meu nome é Simone,tenho 30 anos,ano passado tive uma gravidez anebrionaria,e desde do dia até hj não conseguir enegravidar..mês passado descobrir que tenho micropolicistico no ovario direito ainda está novo.O meu maior sonho é ser mãe e serei a mulher realizada se estivesse gêmeos..Gostaria muito de fz a fertilização...gostaria muito da sua opinião será muito importante pra mim.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Simone,

Se você já esta há um ano tentando sem sucesso, este é o momento ideal para procurar um especialista que irá orientar quais os exames necessários para o diagnóstico e se haverá necessidade de algum tipo de tratamento para o seu caso.
Procurar ajuda logo no inicio do quadro de infertilidade é muito importante para os resultados do tratamento.

Boa sorte!

Abs, Dra. Carolina Zendron
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM 52-84372-5

Anônimo disse...

Tenho 24 anos e moro no Japão , quero ser mae independente, qual os passos que devo fazer, quanto isso me custaria?! Oque fazer primeiro me ajudem

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá! O ideal é você procurar um médico especialista para que ele avalie sua condição clínica e possa indicar o melhor tratamento. Além disso , você ficará sabendo o valor a ser pago.
Atenciosamente,
Dra Alessandra Evangelista
Ginecologista e obstetra, especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Anônimo disse...

tenho 2 filhas tenho 33 anos e estou entando fazer fertilização.Gostaria de saber sobre a quantidade de ovulos que são usados e se posso optar pela quantidade. Tenho chances de ter gemeos ou mais.

Anônimo disse...

ola, me chamo isabel, atualmente tenho 20 anos, e sonho em ter gémeos, penso em engravidar quando ter 35 anos, pois acho que será a idade ideal pra mim, como sei da possibilidade de também não ter, quero recorrer a inseminação artificial, quero saber se o fizer terei 100 por cento de certeza que ira resultar?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônima,

Sim. Você pode escolher o número de embriões que serão transferidos. De acordo com a normativa do Conselho Federal de Medicina (CFM), na sua faixa etária, está permitida a transferência de um ou dois embriões por vez.

Att.,

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Isabel,
Infelizmente, em nenhum lugar do mundo, você terá uma clínica que lhe dê 100% de chance de engravidar, porque a medicina ainda está longe de conseguir imitar a natureza. Caso você queira engravidar, o melhor conselho é que você o faça, pois não existe um momento ideal na vida. Sempre vai existir algo que não é ideal. Mas tudo se ajeita.

Abraços,
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

ola
irei fazer FIV, tenho 40 anos e serão implantados 4 embrioes. Quais são os percentuais para gemeos, trigemeos ou quadrigemeos?
Obrigada

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, 'Anônimo',

Isso depende das taxas da clínica em que você está fazendo seu tratamento. Pergunte ao seu médico quais são elas.
As taxas mais gerais podem ser encontradas no site da Redlara (http://www.redlara.com/aa_portugues/registro_anual.asp?cadastroid=388&tipo=Registros%20Anuais&categoria=Registros%20Anuais#texto).
Abraços e boa sorte

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

ola, fiz Fiv ano passado e engravidei de gemeos com 24 semanas a bolsa rompeu e eles nasceram devido a prematuridade nao sobreviveram, posso fazer a Fiv novamente e posso engravidar novamente de gemeos e quais os riscos

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá!
Caso você não queira correr o risco de engravidar de gêmeos novamente, você pode optar por transferir um embrião por vez. Normalmente transferem-se 02 embriões para aumentar a chance de engravidar.
Independente do número de embriões transferidos, ao engravidar você corre os mesmos riscos de qualquer gestante que engravidou naturalmente.
A gestação gemelar é considerada gestação de risco devido ao número de embriões, incorrendo assim em maior risco de complicações materno e fetais, mas esse risco é o mesmo que os de mulheres que engravidaram de gêmeos de forma natural.
O importante é realizar o pré-natal de forma adequada para tentar se identificar o mais cedo possível qualquer risco que venha a surgir com a gestação e tratá-lo.

Abraços e boa sorte

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

olá, não tenho nenhum comprometimento p engravida e nós estamos analisando a possibilidade de uma gestação gemelar.sabemos de algumas restrições e cuidados.Podemos dizer que já estamos decididos.gostaria de saber toda a sistemática do tratamento, pois moro a quase 200k da clínica.Qual seria o passo a passo?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,

Você deve procurar a clínica em que deseja realizar seu tratamento para vocês serem avaliados quanto à necessidade e ao tipo de tratamento necessário para vocês. Esse é o primeiro passo. E o resto vai depender do tratamento.

Atenciosamente,
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Olá, boa noite!
Tenho 21 anos e faço 22 em março de 2014, e quero engravidar nesse final de ano. Seria meu primeiro filho. Meu marido tem 37 anos, nós queremos muito ter gêmeos idênticos. Gostaria de saber se tem algum método que vocês faz para obter a gestação de gêmeos idênticos? Quais são as chances de riscos na minha idade? E se posso ter apenas gêmeos sem ser tri...? Obrigado e aguardo respostas... jovaniethais@hotmail.com

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônima,

Os gêmeos univitelinos (idênticos) são todos naturais. Os gêmeos derivados de tratamentos não são do tipo univitelinos.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra
CRM: 52.75951-1

Daniela disse...

oi boa tarde já tenho um filho mas há 4 anos venho tentando engravidar e não consigo,já fiz varios tratamentos com remédios mas não adiantou , agora estou usando indux, se eu naõ conseguir o senhor acha que devo recorrer a fertilização in vitro aguardo o contato.o meu email é :daniela-rolim@bol.com.br.

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá Daniela! O ideal é você conversar com seu médico. Ele está te acompanhando e sabe de toda a sua história clínica. Caso tenha indicação de um tratamento mais específico, com certeza, ele será o primeiro a te orientar nesse caminho.
Boa Sorte!

Dra Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Amanda disse...

Ola,gostaria de saber se posso fazer uma inseminação artificial,mesmo sem ter problema pra engravidar? tenho muita vontade de ter multiplos!!!

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Amanda!

O tratamento para engravidar precisa ter uma necessidade para ser indicado e realizado. Embora a gravidez gemelar possa ocorrer nesses tratamentos não é um objetivo a ser alcançado. Indicar um tratamento com essa finalidade não seria correto.

Boa sorte nas tentativas!

Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Anônimo disse...

Boa tarde! Meu esposo tem 37 anos, fez vasectomia e reverteu após 1 ano. Porém, sua contagem de espermatozóides é extremamente baixa, mesmo após tratamento hormonal. Tenho 27 anos, levo uma vida saudável, e gostaria de saber qual tratameto é o mais indicado em nosso caso.
Muito obrigada pela atenção.

Anônimo disse...

Antonella disse.
olá, tenho uma relação homosexual, gostaria de saber se pode ocorrer de que os óvulos da minha parceira seja implantado em mim?
se também poderíamos escolher o sexo e escolher que venham gêmeas?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,

Existem alguns fatores que devem ser avaliados ainda antes de se indicar qualquer tratamento.
Vocês devem procurar uma clínica de reprodução para serem avaliados e para que sejam esclarecidas todas as suas duvidas.

Abraços,

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Iranilde Sardinha disse...

Boa tarde!
Tenho um casal de filhos, fiz a laqueadura a 16 anos, e agora quero engravidar por inseminação artificial mas tenho 38 anos, gostaria de saber se existe idade certa para inseminação artificial?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Iranilde! O procedimento de inseminação artificial requer que pelo menos uma das trompas esteja pérvia (aberta e funcionante), sendo assim, você não tem indicação para realizá-lo. No seu caso o ideal seria a fertilização e não existe idade certa para fazer, embora quanto mais cedo a mulher fizer, melhor os resultados, a depender de outros fatores que podem estar associados. Converse com seu ginecologista e ele vai te orientar. Estamos a disposição!

Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Antonella!

Segundo a última resolução do CFM de março de 2013 pode sim. A essa gestação damos o nome de gestação compartilhada, pois os embriões produzidos através dos óvulos dela podem ser implantados no seu útero. Quanto a escolha do sexo, no Brasil não é permitido. Como é um tratamento que pode ocorrer gestação gemelar, a depender do número de embriões transferidos que também deve seguir a regulamentação, vocês podem torcer para ser duas menininhas!

Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Anônimo disse...

eu tenho prolactina alta sera que com inseminacao seria posivel eu engravidar

Herika Fernanda disse...

vou fazer uma fiv eu gostaria muito de ter trigêmeos eu posso decidir isso?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Herika!
A quantidade de embriões transferidos deve respeitar a regulamentação do CFM que limita o número de embriões à idade da paciente. Não é uma decisão da paciente.
Boa sorte em seu tratamento!

Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá!
É muito importante que você seja avaliada antes de ser indicado algum tratamento. Não podemos opinar sem conhecer você. Procure um ginecologista de sua confiança, ou um especialista em reprodução humana.

Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

valery in secrets disse...

Olá meu nome é Valeria tenho 32 anos uma filha de 11 e meu esposo 35 anos, podemos fazer inseminação para termos gêmeos?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Valery,

Se você quiser, pode fazer esse tipo de tratamento sim, mas ele também não é garantia de gêmeos.
Além disso, a gestação gemelar é, por si só, uma gestação de alto risco, tanto para você, que pode desenvolver hipertensão arterial devido à gestação, quanto para os bebês, que têm risco maior de nascerem prematuros, abaixo do peso, etc.
Quando fazemos qualquer tratamento de reprodução, buscamos a gestação, de preferência única, e, apesar da felicidade dos casais que engravidam de gêmeos, nós sempre ficamos um pouco mais apreensivos.
Minha recomendação para você, Valery, é que quando decidir engravidar, tente pelos métodos naturais e, se por acaso não conseguir, só aí procure a ajuda de um médico para fazer tratamento.

Abraços,
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Já faz algum tempo q estou tentando me engravidar...mas meu marido produz quantidade baixa de esperma Oque fazer

Beatriz Pasanisi disse...

Olá meu nome é Beatriz tenho 20 anos,irei casar em dezembro 2013 não tenho filhos ainda, mais gostaria muito de ter gêmeos, a minha vó paterna é Gêmea mais não é idêntica.
Queria fazer a inseminação será que aumentaria a chance?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, anônimo!

Como vocês já estão tentando há algum tempo e vocês já sabem da questão seminal do seu marido, o ideal é procurar um especialista. Ele fará uma investigação mais detalhada e avaliará a necessidade de um tratamento mais específico. Nossa equipe está à disposição para lhe ajudar. Veja no site www.vidafertil.com.br nossos locais de atendimento e boa sorte!
Atenciosamente,

Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá Beatriz!
Os tratamentos de reprodução assistida embora possam gerar gestações múltiplas, não tem isso como objetivo principal. Quando você quiser engravidar procure seu ginecologista e peça as orientações. Caso seja necessário um tratamento ele vai indicar.
Boa sorte,

Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Anônimo disse...

Boa tarde, qual a possibilidade de uma gravidez, sendo que o meu parceiro fez uma cirurgia de prostectomia total? Obrigada...Mariana

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá Mariana,

É necessário uma investigação mais detalhada da função reprodutiva do seu parceiro após essa cirurgia.
Só assim pode-se avaliar a sua possibilidade de gravidez.
Sugiro que procure atendimento com um Urologista e, se necessário, de um especialista em Reprodução.
Atenciosamente,

Dra. Vívian Sant'Anna Lima
Ginecologista e especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.79756-1

Anônimo disse...

Olá
Até quem não tem problemas para engravidar pode usar remédio para ovular (clomid)? Saberia dizer em qntos por cento aumenta a chance de ter gestação gemelar? Na inseminacao artificial tbm há chances de engravidar de gêmeos? Eles fazem esse tipo de procedimento apenas em quem tem problemas para engravidar ou em qualquer um que queira? Obrigada

Maria Clara disse...

Ola,
Sou mulher e casada com outra mulher, gostaríamos de ter filhos, mas sempre ficamos na dúvida (quem vai gestar, de quem vai ser o óvulo?). Tenho 20 anos e ela 35, eu gostaria de gestar, mas tambem queria ter um bebe do meu óvulo... é possível a inseminaçao em mim de dois óvulos fecundados? Um meu e um dela? Seria possivel gerar dois bebes de ovulos de mulheres diferentes em uma so barriga/gestaçao?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Querida Maria Clara,

O número de embriões a serem transferidos deve ser discutido caso a caso, mas, em linhas gerais, em mulheres com até 35 anos de idade está indicada a transferência de no máximo dois embriões. Mulheres com mais de 35 anos podem receber até três embriões e mulheres com mais de 40 anos podem receber até quatro embriões.
É possível gerar embriões a partir de óvulos de duas mulheres. Caso sinta necessidade, para melhor entender todo o processo e suas respectivas possibilidades agende uma consulta com um especialista em reprodução assistida. Boa sorte!
Atenciosamente,

Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Danc disse...

Boa noite. Em dezembro do ano passado foi-me diagnosticado um tumor no recto. Antes da operação fiz alguns tratamentos,mas fiz a punsao de óvulos para um dia mais tarde os poder usar. Infelizmente, passado 3 meses dessa operação, tive de retirar o utero e os ovários, e fiquei bastante triste, pois quero muito ser mãe. Já pesquisei sobre tratamento de "barriga de aluguer" mas não sei ate que ponto me poderá ser util., gostava de ter uma pequena informação acerca disso, e se nesse tratamento também existirá possibilidades de ter gemeos.
Obrigada,
Dan

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Boa noite, Dan,
Uma das indicações da gestação de substituição é a presença de um problema médico que impeça ou contraindique a gestação na doadora genética, ou seja, na mulher da qual foi coletado os óvulos.

Conforme a RESOLUÇÃO do Conselho Federal de Medicina Nº 2.013/2013 (publicada no D.O.U. de 09 de maio de 2013, Seção I, p. 119), as doadoras temporárias do útero devem pertencer à família de um dos parceiros num parentesco consanguíneo até o quarto grau (primeiro grau – mãe; segundo grau – irmã/avó; terceiro grau – tia; quarto grau – prima), em todos os casos respeitada a idade limite de até 50 anos e além disso a doação temporária do útero não poderá ter caráter lucrativo ou comercial.

Sendo um procedimento de reprodução assistida, existe sim uma probabilidade maior da ocorrência de gestação gemelar, embora esse não seja o objetivo da técnica.

Boa sorte!
Atenciosamente,
Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Anônimo disse...

olá,td bem? gostaria de saber se existe alguma forma de tratamento com remédios que possa usar para engravidar de gemeos. Obrigado!!!

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Anônimo,

As medicações comumente utilizadas em reprodução assistida podem levar a gestação múltipla. Por isso devem ser utilizadas com orientação e acompanhamento médico.
Precisando de um especialista. Estamos à disposição

Dra. Beatriz Tupinambá
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.82962-5

Anônimo disse...

ola tenho três meninos gostaria de uma menina a inseminação artificial pode me ajudar?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,

Não seria possível. A seleção de sexo não é permitida pela normas vigentes.
Att.

Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra
CRM: 52.75951-1

Anônimo disse...

Então eu sou homossexual e tenho muita vontade de ter bebê,mas eu quero gêmeos e queria tanto que fosse um casal, pois meu sonho é ter uma menina e o dela é ter um menino... Sei que é proibido por lei tals que nao pode escolher o sexo do bebê, mas será que em alguma clinica eles fazem isso pra mim ? Obg

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,

Por ser uma prática proibida, não conhecemos qualquer clínica que faça esse tipo de procedimento.

Atenciosamente,

Dra. Carolina Zendron
Ginecologista e obstetra, especialistas em reprodução humana assistida
CRM 52-84372-5

Lis Santos disse...

Olá dr. Eu tenho 26 anos e quero muito ter gêmeos, não importa o sexo... Na minha família tem dois casos de gêmeos, e na do meu marido a mãe dele tem irmãs que são gêmeas. Isso facilita a inseminação dar certo para gêmeos? O valor desse procedimento é quanto mais ou menos?
Agradeço desde já!
Att,
Elis

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Lis!

O tratamento de infertilidade tem suas indicações. Caso haja necessidade de vocês fazerem, existe a possibilidade de ocorrer uma gestação de gêmeos, mas não é esse o objetivo. O valor do procedimento depende de cada caso e por isso vocês precisam ser avaliados antes de qualquer definição.

Atenciosamente,
Dra. Alessandra Evangelista
Ginecologista e obstetra, especialista em Reprodução Humana Assistida
CRM: 52.78.093-6

Anônimo disse...

tenho 26 anos sou casada a 2 anos estamos tentando ,eu tenho infecao cronica na trompa esqerda e a direita esta enflamada e entupida tnho o utero virado,me aconselha a continuar tentando ou a um tratamento de fertilizacao

Bruna Matter disse...

Ola! Gostaria de saber quanto tempo em média costuma demorar para um tratamento de fertilidade ter êxito, para se engravidar de gêmeos bivitelinos. E também se é possivel "determinar" que seja um do sexo feminino e outro do masculino durante/em algum momento da fertilizaçao.
Além disso, quanto custa aproximadamente um tratamento completo para se ter gemeos?
Minha idade 25 anos.
Agradeço!!

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá,

Nas mulheres com menos de 35 anos de idade, caso não aconteça a gestação de maneira espontânea após um ano de relações sexuais sem proteção, está indicado o início da investigação da infertilidade.

A rotina de investigação tem o objetivo de avaliar todos os órgãos que participam do processo reprodutivo:
- a vagina;
- o colo do útero;
- a cavidade uterina;
- as trompas;
- a cavidade abdominal;
- os hormônios que participam da ovulação;
- e o sêmen e suas alterações com o muco cervical produzido pelo colo do útero.
A probabilidade de vir a engravidar, bem como o melhor método para se conseguir a gestação, é definido baseado nos achados dessa rotina de investigação.
Sugiro que você procure atendimento especializado, para que sua investigação seja completa e assim suas dúvidas sejam sanadas.

Boa Sorte!

Atenciosamente,
Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Bruna,

É importante ressaltar que, em nenhum dos tratamentos, existe a garantia de que você irá engravidar de gêmeos e, na verdade, não existe nem a garantia de que você irá engravidar rapidamente.

Embora as técnicas de reprodução assistida aumentem a probabilidade de a gestação ser gemelar, elas não constituem uma garantia de que isso irá acontecer. Além disso, a gestação gemelar é, por si só, uma gestação de alto risco, tanto para você, que pode desenvolver hipertensão arterial devido à gestação, quanto para os bebês, que têm risco maior de nascerem prematuros, abaixo do peso, etc.

Quando fazemos qualquer tratamento de reprodução, buscamos a gestação de preferência única e, apesar da felicidade dos casais que engravidam de gêmeos, nós sempre ficamos um pouco mais apreensivos.

Quanto à determinação do sexo, a lei brasileira só permite a seleção do sexo do bebê em caso de doenças familiares ligadas ao sexo. Fora essa situação específica, é terminantemente proibida e ilegal a seleção do sexo do embrião.

Minha recomendação para você, Bruna, é que, quando decidir engravidar, tente pelos métodos naturais e, se por acaso não conseguir, aí sim procure a ajuda de um médico para fazer tratamento.

Atenciosamente ,
Dra. Vívian Sant'Anna
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.79756-1

Anônimo disse...

Tenho 39 anos e ano passado fiz uma videolaparoscopia pra tratar endometriose profunda. Tenho indicação para ICSI. Que exames são imprescindíveis para que aumentem minhas chances de sucesso na primeira tentativa.
Temo que não dê certo e que o médico me proponha investigar algo que poderia ter sido investigado antes do procedimento.
OBrigada
Andrezza

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Andrezza,

É importante que você confie no médico especialista que você escolheu. Converse com ele se você realizou todos os exames imprescindíveis para seu caso.
Estamos à disposição!

Atenciosamente,
Dra. Beatriz Tupinambá
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.82962-5

Anônimo disse...

Olá! Sofri 2 abortos sem sangrar, tive que fazer a curetagem. Depois disso fiz uma IA para engravidar e deu certo! Engravidei novamente e perdi tb não sangrei... , porem quero muito tentar de novo mas tenho medo de perder novamente, notei que pelo método natural sempre perco, seria recomendado uma IA novamente então? ? É mais seguro?

Vida - Centro de Fertilidade da Rede D'Or disse...

Olá, Anônimo,

Infelizmente, não temos como responder à sua dúvida sem uma avaliação mais aprofundada. Sugiro que converse com seu médico, ou um especialista em reprodução assistida, sobre a necessidade de realizar essa investigação. Pode ser que haja necessidade de outras avaliações até chegar a uma resposta.

Boa Sorte!
Dr. Cássio Sartorio
Ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana assistida
CRM: 52.75951-1

ELIANE COSTA disse...

OLA,TENHO 4 FILHOS E 3 FORAM CESARIANAS, MEU MARIDO FEZ VASECTOMIA,E POSSIVEL EU FAZER UMA INCEMINAÇAO GEMELAR ??

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 244   Recentes› Mais recentes»